terça-feira, 19 de janeiro de 2010

PREMIO EM MILÃO PARA LUISA KURTZ A EMBAIXADORA DE PELOTAS NA ITALIA

PREMIO EM MILÃO PARA A EMBAIXADORA DE PELOTAS NA ITALIA
RecibidosX


FamiliaX


Responder
|Juan Carlos Lozano Guzmán para bcc: cadernos, bcc: amigosdepelota., bcc: Regina, bcc: diario.manha
mostrar detalles 15:59 (0 minutos antes)

deJuan Carlos Lozano Guzmán
para
CCOcadernos@diariopopular.com.br,
amigosdepelotas-blog@yahoo.com.br,
Regina Lucia Reis de Sá Britto Fiss ,
diario.manha@uol.com.br

fecha19 de enero de 2010 15:59
asuntoPREMIO EM MILÃO PARA A EMBAIXADORA DE PELOTAS NA ITALIA
enviado porgmail.com
Siempre se muestran las imágenes de este remitente. No volver a mostrar a partir de ahora
ocultar detalles 15:59 (0 minutos antes)


lll
Prêmio no "Iº Concorso Internazionale G. Donizetti" em Masate - Milão. Foi muito legal! Meu primeiro prêmio em um concurso específico de canto lírico.


No outro dia acordamos bem cedo para uma tentativa quase impossível: conseguir um ingresso para a ópera Rigoletto, de G. Verdi, que seria apresentada à noite no Teatro Alla Scala pela primeira vez na Temporada 2010. Os ingressos já estavam esgotados.
Eu, o Carlos, a Tati e o Flávio chegamos em torno das oito da manhã no centro de Milão. Subindo a escada que leva do metrô à rua fomos impactados pela visão do Duomo, a famosa Catedral em estilo gótico de Milão. O tamanho, a arquitetura impressionante, a riqueza de detalhes são indescritíveis e só podem ser completamente assimilados a olho nu. Ao lado da Catedral está a famosa Galeria Vittorio Emmanuele, também impactante, mas como nossa prioridade era mesmo tentar conseguir ingressos para a ópera, seguimos andando até o Teatro.


Ver a fachada do Scala já foi uma emoção, e nem sabíamos o que ainda nos esperava... Na lateral do Teatro vimos algumas pessoas paradas. Logo entendemos como funcionava o esquema: Os ingressos para o Loggione, parte do teatro onde se encontram os lugares mais altos, são sempre vendidos apenas no dia do espetáculo, a 12 euros, por ordem de chegada do público. São 140 lugares disponíveis, e tem gente que passsa a noite inteira na fila para garantir seu lugar. Conseguimos ser quarta, quinta, sexta, sétima e oitava pessoas da fila! Deus ajuda quem cedo madruga!




Mas não é só chegar lá e pegar o ingresso de cara, tivemos que passar o dia provando o quanto queríamos assistir a ópera, que éramos "dignos" de assistir uma ópera no Scala. O senhor que coordena a fila para o Loggione anota os nomes de todos em um caderninho oficial do Scala e marca vários horários para voltarmos durante o dia, fazer nova fila e responder à "chamada". Se não estamos presentes em algum dos horários marcados, perdemos a possibilidade de comprar nosso ingresso. Entre uma "chamada" e outra tomamos um cafézinho no Bar della Scala e fizemos turismo em Milão.


O primeiro passeio foi a visita ao museu do Teatro, em que também tivemos a oportunidade de ver a sala em si. Choramos muito! Foi uma emoção e tanto ver ao vivo aquela sala que tantas vezes vimos nos dvds, por onde tantos grandes artistas passaram! Um templo da arte. No museu vimos retratos de muitas personalidades, a primeira espineta de Verdi, tantas coisas do nosso mundo... foi marcante.

À tarde visitamos a loja da Ricordi na Galeria Vittorio Emmanuele, uma tentação! Muitas partituras, livros, cds, dvds... Depois fomos até o Duomo para conhecê-lo por dentro. Também visitamos o Castello Sforzesco.


Na última chamada para os ingressos, havia em torno de 160 pessoas interessadas. A tão esperada entrega de senhas para a compra dos ingressos acontece da seguinte forma: As pessoas são chamadas pelo nome, o que vai divindo a mulitdão em dois grupos, de um lado os que conseguiram e do outro os que ainda estão esperando ser chamados - uma tensão quase de resultado de vestibular! Isso porque os que não chegaram de manhã cedo na fila como a gente dependem de desistências ou do "mal comportamento" alheio, como não comparecer às chamadas que foram feitas durante o dia. O sorriso das pessoas que conseguiam no último momento era contagiante!











Então lá estávamos nós para assistir a ópera Rigoletto, de G. Verdi, no Loggione do Teatro Alla Scala, com o famoso barítono italiano Leo Nucci no papel protagônico. Para poder ter uma boa visão do palco tínhamos que ficar de pé.
O barítono era mesmo espetacular e a Gilda (papel do soprano) muito boa. Também tinham coisas que não eram boas, como em qualquer outro teatro, e isso foi um pouco frustrante para mim, mas a realidade atual é essa. Valeram muito a pena esses dias em Milão! O aprendizado e a emoção foram grandes. Tão poucos dias na Itália e já tanto retorno... Estamos felizes felizes felizes!
Postado por Luísa Kurtz às 21:05
Marcadores: Concursos, Itália
3 comentários:

Sílvia disse...
Filha amada
Chorei de emoção com os teus relatos, bem no estilo que eu gosto: com muuuuiiitos detalhes.
Lembrei dos tempos em que mandava notícias nossas da Inglaterra para a família. Eu sempre maravilhada com as novas experiências de vida, aprendendo muito e em estado de felicidade plena.
Que bom, filha, aproveita tudo!
Lindas as fotos!!!
Beijos da mamis,
Sílvia
18 de janeiro de 2010 00:49

Fabiane disse...
que legal!!! estou sempre acompanhando! bj e saudades de vcs!
fabi
18 de janeiro de 2010 19:25

isa disse...
que emoçao!
adorei acompanhar voces mesmo à distancia!
postem sempre, com historias e fotos!
beijos!
19 de janeiro de 2010 01:38
Postar um comentário
Links para esta postagem
Criar um link
Postagem mais antiga Início
Assinar: Postar comentários (Atom)
Curriculum
Natural de Porto Alegre, iniciou seus estudos musicais aos nove anos de idade através do violino, em Londres - onde viveu durante quatro anos. Em 1998 passou a integrar o Coro Sinfônico da Sociedade Pelotense Música pela Música, onde permaneceu por cinco anos, realizando suas primeiras atuações como solista.

Em 2003, ingressou no curso de Bacharelado em Música - Habilitação Canto, da Universidade Federal de Pelotas, obtendo o título de Bacharel em Canto em 2007 e Menção Honrosa. Durante o curso, foi orientada pelo barítono e professor Jonas Klug.
Com o pianista Carlos Morejano, forma o Duo Kurtz-Morejano de canto e piano desde 2005. Em 2006, o Duo participou do“II Festival Jovens Intérpretes de Francisco Mignone”, no Espaço Cultural Finep, Rio de Janeiro. Em 2008, Luísa e Carlos participaram do programa "Música e Músicos do Brasil", da Rádio MEC FM do Rio de Janeiro, onde apresentaram recital e foram entrevistados por Lauro Gomes.
Luísa realizou masterclasses com:
Alba Tonelli (Uruguai), Raquel Pierotti (Espanha), Sherrill Milnes (EUA), Raúl Giménez (Espanha);
Fernando Portari (Brasil), Rosana Lamosa (Brasil) e Ricardo Ballestero (Brasil) - Dentro do 39º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, como única bolsista brasileira selecionada, em 2008;
Mitsuko Shirai (Alemanha) - Dentro do 1º. Festival Internacional de Música Brasil-Alemanha, promovido pela UNIRIO em 2008;
Entre outros.
Também obteve importante orientação do pianista Miguel Proença (Brasil), da repertorista Susana Cardonet (Argentina), do soprano Monica Ferracani (Argentina) e do professor Many Perez (EUA).
Trabalha o seu repertório com o pianista Carlos Morejano.
De fevereiro de 2008 a novembro de 2009, Luísa participou do "Tela Lírica" - primeiro opera studio do Brasil, no Teatro Guaíra de Curitiba-PR, aperfeiçoando-se com o Maestro Alessandro Sangiorgi e com professores italianos como Luisa Giannini (soprano) e Massimiliano Carraro (repertorista).
Em março de 2009, venceu o Terceiro Concurso de Ópera da Ópera de San Juan-Argentina, cantando três récitas como Rosina na ópera “Il Barbiere di Siviglia”, de G. Rossini, em maio, no Teatro Sarmiento (San Juan/Argentina). Além do prêmio principal, ganhou o Prêmio Especial por parte da Fundamús - Fundación para la Música.
Atualmente reside em Padova (Itália) e faz Mestrado em Performance no "Conservatorio A. Buzzolla di Adria", sob orientação de Luisa Giannini (soprano).
Óperas
Frasquita - Carmen, de G. Bizet - Orquestra Sinfônica do Paraná (OSIMPA), Maestro Alessandro Sangiorgi, Teatro Guaíra, Curitiba-PR / Brasil, 13, 14, 15 e 16 de agosto de 2009.
Rosina - Il Barbiere di Siviglia, de G. Rossini - Orquestra da Ópera de San Juan, Maestrina Lucia Zicos, Teatro Sarmiento, San Juan / Agrentina, 15, 16 e 17 de maio de 2009.
Papagena - Die Zauberflöte, de W. A. Mozart - Orquestra Filarmônica da PUCRS, Mtº. Frederico Gerling Jr., Salão de Atos da PUCRS, Porto Alegre-RS / Brasil, 23, 24 e 25 de junho de 2006.
Flora Bervoix - La Traviata, de G. Verdi - Orquestra Filarmônica da PUCRS, Mtº. Frederico Gerling Jr., Salão de Atos da PUCRS, Porto Alegre-RS / Brasil, 25, 27 e 29 de setembro de 2002.
Oratórios, missas, cantatas e obras sinfônicas
Soprano solista na Sinfonia n. 2 de G. Mahler (Ressurreição) - Orquesta Filarmónica de Montevideo, Mtº. Javier Logioia Orbe - Sala Auditorio Nacional "Adela Reta", Montevidéu / Uruguai, 26 de novembro de 2009.
Soprano I em Ein Sommernachtstraum, de F. Mendelssohn - Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), Mtº. Isaac Karabtchevsky, Porto Alegre / Brasil, 05 de maio de 2009.
Soprano solista na Carmina Burana, de C. Orff - Pianistas Cristina Capparelli e Olinda Alessandrini, grupo de percussão da OSPA, Mtº. Manfredo Schmiedt - Versão encenada - Teatro do SESI, Porto Alegre-RS / Brasil, 27 de abril de 2008.
Soprano solista no oratório The Messiah, de G. F. Handel - Orquestra Sinfônica da UCS (OSUCS), Mtº. Jocelei Bohrer, Catedral Santa Teresa, Caxias do Sul-RS / Brasil, 13 de dezembro de 2007.
Soprano solista na Messe Solennelle de Sainte Cécile, de C. Gounod - Orquestra Filarmônica de Pelotas, Regência de Sérgio Sisto, Catedral São Francisco de Paula, Pelotas-RS / Brasil, 06 de julho de 2007.
Concertos com orquestras
Orquestra Sinfônica da UCS (OSUCS) - Mtº. Manfredo Schmiedt - Inauguração do Teatro Casa das Artes, Bento Gonçalves-RS / Brasil, 28 de novembro de 2009.
Orquestra Sinfônica do Paraná (OSIMPA) - Mtº. Alessandro Sangiorgi, Teatro Guaíra, Curitiba-PR / Brasil, 15 de novembro de 2009.
Orquestra Filarmônica de Pelotas - Concerto em homenagem aos 40 anos da UFPel - Regência de Sergio Sisto, Theatro Guarany, Pelotas-RS / Brasil, 06 de outubro de 2009.
Orquestra Filarmônica da PUCRS - Concertos Comunitários Zaffari - Ano XXII - "Concerto em homenagem ao Dia das Mães" - Mtº Frederico Gerling Jr., Porto Alegre-RS / Brasil, 03 de maio de 2009.
Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro (OCTSP) - Concerto "Uma Noite na Ópera" (obras de W. A. Mozart e G. Rossini), Mt°. Antônio Carlos Borges-Cunha, Theatro São Pedro, Porto Alegre-RS / Brasil, 20 de abril de 2009.
Orquestra Sinfônica do Paraná (OSIMPA) - Mtº. Alessandro Sangiorgi, Teatro Guaíra, Curitiba-PR / Brasil, 29 e 30 de novembro de 2008.
Orquestra SESI/FUNDARTE - Concerto comemorativo aos 30 anos da Fundação Ernesto Frederico Scheffel, Pianista Olinda Alessandrini, Mtº. Antônio Carlos Borges-Cunha, Fundação Scheffel, Novo Hamburgo-RS / Brasil, 5 de novembro de 2008.
Orquestra Filarmônica de Pelotas - "Concerto de Primavera" Regência de Sergio Sisto, Theatro Guarany, Pelotas-RS / Brasil, 30 de outubro de 2008.
Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro (OCTSP) - Concerto "Uma Noite na Ópera" (obras de W. A. Mozart e G. Rossini), Mtº. Antônio Carlos Borges-Cunha, Theatro São Pedro, Porto Alegre-RS / Brasil, 23 de junho de 2008.
Orquestra Sinfônica de Santa Maria (OSMA) - "Cortina Lírica", Mtº. Enio Guerra, Santa Maria-RS / Brasil, 15 de dezembro de 2007.
Orquestra Filarmônica de Pelotas - Concerto "Dolcissimo", Regência de Sergio Sisto, Theatro Guarany, Pelotas-RS / Brasil, 14 de junho de 2006.
Recitais
Dentre os inúmeros recitais que

sábado, 16 de janeiro de 2010

Soprano será embaixadora honorária de Pelotas na Itália
Extraído de: Prefeitura Municipal de Pelotas - 18 de Dezembro de 2009
Após a assinatura dos contratos do programa Desenvolver Pelotas, que acontecerá às 11h desta segunda-feira (21) no Salão Nobre da Prefeitura, o prefeito Adolfo Antonio Fetter concederá mais um título de Embaixador Honorário de Pelotas. A soprano Luísa Costa Kurtz dos Santos representará Pelotas na cidade italiana de Adria. A portoalegrense, que passou a integrar o Coro Sinfônico da Sociedade Pelotense Música pela Música em 1998, fará um curso de especialização no conservatório Antonio Buzzolla.


Bacharel em Canto pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Luísa é esposa do pianista Carlos Morejano com quem forma o duo Kurtz-Morejano e fará um recital de despedida amanhã (19), a partir das 20h, no Theatro Sete de Abril. Professora de italiano, a cantora obteve o Prêmio Especial no 3º Concurso de Ópera de San Juan, Argentina, interpretando o papel de Rosina em "O Barbeiro de Sevilha".

Em maio, foi solista em concerto com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), sob a regência de Isaac Karabtchevsky, tendo executado também composições com as orquestras Filarmônica de Pelotas, Sinfônica de Santa Maria, de Câmara do Theatro São Pedro, Sesi/Fundarte, Sinfônica do Paraná e Filarmônica da PUC/RS.

De acordo com a coordenadora de Relações Internacionais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE), Regina Britto Fiss, as pessoas escolhidas pelo programa de Cônsules e Embaixadores Honorários residem, respectivamente, em outras cidades do País e no exterior e possuem sólidos vínculos com o município. "Todos são responsáveis por divulgar a nossa terra e abastecidos pela SDE com material de divulgação dos potenciais turístico e econômico", esclarece.

O decreto nº 4975, assinado há dois anos pelo prefeito Fetter, estabelece que a missão dos representantes diplomáticos é divulgar Pelotas, desenvolvendo trabalhos que resultem em intercâmbios nos setores comercial, cultural e artístico; difundir as vocações turísticas de toda a região; e dinamizar as relações com as cidades irmãs, buscando elos com outros municípios para futuros acordos de geminação. "A soprano Luísa vai nos brindar na Itália ao anexar, aos repertórios dos seus recitais, os panfletos e catálogos das secretarias municipais de Cultura e de Turismo", diz Regina.



Autor: Carolina Ney - MTb/SP: 23024

Seja um apoiador · Sobre o JusBrasil · Contato · Faça do JusBrasil sua Página Inicial · JusEspaña
Links patrocinados